Uso e ocupação [+]

  • Área Urbana
  • Campo
  • Solo exposto
  • Floresta
  • Floresta alterada
  • Cultura e pastagem
  • Área umida
  • Apicum
  • Mangue
  • Praia
  • Águas interiores
  • Afloramento
  • Restinga
  • Propriedade particular
  • Mata ciliar
  • Dunas
  • Uso industrial
  • Processos erosivos
  • Restinga Alterada

Uso e Ocupação

Através da parceria recente firmada junto à Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e à FAPERJ, a GlobalGeo recebeu o desafio de realizar o mapeamento de uso e ocupação da Terra em uma área que cobria os 613 km² de parte importante da zona oeste do município do Rio de Janeiro, projeto denominado T.I. Zona Oeste. Essa zona está submetida a grandes transformações diante do crescimento acelerado em empreendimentos de médio e grande porte.

Uma vez feito o mapeamento, uma equipe de pesquisadores da GlobalGeo, supervisionada pelo Eng. Cartógrafo Dr. Gilberto Pessanha Ribeiro passou a analisá-lo com a finalidade de subsidiar pesquisas aplicadas ao desenvolvimento e aperfeiçoamento de Sistema de Informação Geográfica (SIG), cujo uso prevê suporte às análises espaciais integradas a partir de dados sociais e econômicos da zona oeste do Rio de Janeiro, compreendendo os bairros de Campo Grande, Santa Cruz e Guaratiba. O SIG institucional será destinado à gestão pública, visando aspectos funcionais relativos ao desenvolvimento territorial, em escala regional.

Os mapeamentos digitais apoiados por SIG permitem potencializar a gestão de empreendimentos na indústria, com base em unidades territoriais, com forte oportunidade em inovação tecnológica, tanto na ferramenta do SIG, como em sua aplicação junto às plataformas públicas. O mapeamento teve apoio de processos de segmentação e classificação de imagens WorldView-2 com data de aquisição 10 de fevereiro de 2010, fazendo parte da metodologia desenvolvida com foco na espacialização de aspectos dinâmicos da localização, extensão e distribuição das indústrias hoje instaladas nessa porção oeste da Região Metropolitana do Rio de Janeiro.

Diante das intervenções de obras de engenharia com maior concentração no município do Rio de Janeiro, o SIG tratará dos impactos socioeconônimos de grandes empreendimentos, com destaque: Arco Rodoviário Metropolitano do Rio de Janeiro; obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do Governo Federal; Companhia Siderúrgica do Atlântico (CSA); Casa da Moeda; Porto de Sepetiba; Usina Termoelétrica de FURNAS / Santa Cruz; e empreendimentos relativos às Olimpíadas de 2016 e a Copa do Mundo de 2014.

Coordenação:
Gilberto Pessanha Ribeiro

Equipe:
Artur Willcox dos Santos
Marcus Felipe Mourão Pereira
Magno de Morais Ferreira
Marcelo Nunes de Azevedo

Mapeamento e WebSIG do Projeto:

Globalgeo Geotecnologias


Apoio:
Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ    Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro - FAPERJ